Você está aqui: Página Inicial / Sobre a Câmara / Notícias / Reunião confirma aumento de 27,46% para educadores

Reunião confirma aumento de 27,46% para educadores

por Jarkes Fernando Alves publicado 10/01/2020 14h46, última modificação 10/01/2020 14h46
Reunião confirma aumento de 27,46% para educadores

Vereadora Gleiva

Professores da rede municipal de ensino terão um reajuste de 27,46% em seus salários a partir de fevereiro, conforme confirmado em reunião realizada na segunda-feira, 9, no gabinete da Prefeitura, entre a prefeita Ciça, vereadora Gleiva e professores, além de representantes do sindicato da categoria. O encontro entre a administração e os educadores foi intermediado pela vereadora Gleiva Ferreira de Mello, que tem desenvolvido um papel importante na reivindicação de benefícios para a categoria.

A prefeita Maria Cecilia Marchi Borges reconheceu a ação da vereadora Gleiva, que, segundo ela, teve um papel fundamental na resolução desta questão, pois sempre esteve à frente da causa, cobrando esse reajuste. “Agora nós conseguimos regularizar esse direito dos servidores da área da Educação. Tivemos três nos muito difíceis pela falta de recursos do estado e outras questões, mas agora estamos fazendo justiça ao trabalho destes servidores.”

A presidente da subsede do Sindi-Ute em Frutal, que reúne trabalhadores municipais e estaduais na área da educação, professora Simone Maria de Jesus Cunha, apontou que a decisão foi importante por reconhecer o direito dos professores dentro da luta que vem sendo travada desde 2017. Ela destaca que houve reajuste de 4% em 2017, mas com defasagens, o que gerou algumas novas negociações.

Segundo Simone, ouve uma ação em parceria com o Ministério Público e foram feitas três negociações com a Prefeitura em busca de justiça. “O Plano de Carreira foi enviado à Prefeitura e esse reajuste foi definido em cima dos 15% defasados e do aumento deste ano. Essa garantia vai nos aliviar e há outra reunião  em março, quando vem a questão do impacto para o reajuste salarial, que deverá gerar um novo aumento. A situação está resolvida parcialmente, mas, com esse reajuste, ficamos equiparados ao piso nacional. A luta continua para reconhecer o professor e a necessidade de incentivo à educação.”

A vereadora Gleiva Mello disse que essa decisão importante vem sedo perseguida por ela há muito tempo e que a reunião, com a equipe da Prefeitura e cerca de quinze professoras, além de membros da Secretaria de Finanças, conseguiu adequar a necessidade da administração e dos servidores da área. Ela explicou que a secretária da Educação, Gabriela Mello, enviou a previsão de impacto nas contas do município, que foi englobado no reajuste de acordo com o Piso Nacional do Magistério.

Gleiva explicou que, além do reajuste do piso salarial, que equiparou o salários dos educadores ao piso nacional, foi reivindicada a revisão da matriz salarial, que deverá ser discutida em março. “Nós teremos uma reunião extraordinária na Câmara na semana que vem para aprovar esse aumento de acordo com o piso, para passar a nova matriz salarial e viabilizar o reajuste na folha de janeiro, que receberemos em fevereiro. E em março, teremos novas reuniões para assegurar os direitos dos professores. Do piso foi assegurado o reajuste de 27,46% e ainda temos essa nova discussão sobre a matriz salarial.”

error while rendering plone.comments
Acesso à Informação

Mídias Sociais

Facebook Twitter Linkedin Youtube 

Rádio Legislativa
If your video does not start playing shortly, please ensure that you have JavaScript enabled and the latest version of Adobe Flash Player (http://www.adobe.com/products/flashplayer/) installed.
Audio Player
More…
Pesquisa de Opinião

Gostou do novo site?

Sim, gostei
Não gostei
Pode melhorar
spinner
Total de votos: 24
Pesquisar no BuscaLeg
Logotipo do BuscaLeg - Buscador Legislativo